Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

02
Jul07

Nocturno de S. Bartolomeu de Messines - Extremosul

daraopedal

Um passeio nocturno organizado pelo grupo Extremosul em S. Bartolomeu de Messines foi a última aventura. Com a chegada do verão é bastante penoso praticar BTT durante o dia. É por isso a época de excelência dos passeios nocturnos . As noites estão agradáveis e se lhe juntarmos um ingrediente especial (a lua cheia), a diversão e a beleza estão reunidas para um sucesso.

 

Foi o que aconteceu desta vez para várias dezenas de betetistas . Confesso que nunca pensei encontrar tanta gente num nocturno , mas a verdade é que o Algarve está repleto de gente que gosta de "dar ao pedal". O ponto de encontro foi a junta de freguesia local e a partida (foi o único ponto negativo) atrasou-se cerca de meia hora!

A largada do pessoal já impaciente para pedalar!

As fotos não estão nada de especial porque foram (obviamente) tiradas de noite, sem recurso a tripé e utilizando o menos possível o flash. Algumas, como esta, até ficam com efeitos engraçados.

A travessia da linha de ferro.

Uma das pausas para juntar o pessoal.

A lua cheia no céu escuro dos arredores da barragem do Funcho. Os nocturnos têm diversos factores especiais: além da falta de luz (claro) são passeios onde acabámos por sentir a adrenalina a pulsar dentro de nós sempre que aparece uma descida e que acabámos por acelerar um pouco mais. Apesar de não ter ultrapassado os 40 km/h de velocidade máxima no passeio, houve momentos em que parecia que ia a 60! O facto de não vermos bem o terreno também faz que todo e qualquer betetista fique ultra temerário! Não tem medo de nada! Venham as pedras, os buracos, etc... Tudo! ... que, não se vê, logo ninguém se assusta! :-) O pior são as quedas, e neste passeio, houve várias. Felizmente acho que foram todas sem grande gravidade e toda a gente pôde continuar.

O encanto principal fica contudo na observação (quando o ritmo do resto do grupo o permite) do ambiente nocturno: dos sons, dos cheiros, das sombras. Muito bom mesmo!

Muito escuro!

 

Com flash, só se vê o material reflector dos equipamentos.

Foi curioso observar os diferentes tipo de luzes que o pessoal trouxe para o passeio. Desde altos equipamentos com baterias colocados no porta-bidão  ao mais foleiro material da loja chinesa da esquina preso ao guiador por fita adesiva!

No final do percurso, uma passagem junto à linha de comboio e por baixo de uma pontes metálicas, com direito ainda a travessia de rio.

A travessia de um rio estrondoso!!

Vá lá... um riozito ... um ribeiro... um riacho..

Pronto, um charco!

Ok, três gotinhas!

Se se aproximarem o suficiente do ecrã, pode ser que consigam ver a ponte metálica e a passagem inferior. Uma passagem super divertida.

No final, houve direito a bolos caseiros, sandochas e bebidas.

A organização foi muito boa. Tiveram especial cuidado com as dificuldades inerentes aos passeios nocturnos como por exemplo os furos, que obrigam a ficar para trás do grupo. Havia sempre alguém da organização para ajudar. Também eu acabei por furar e fui ajudado pelo líder do grupo Extremosul . Mais uma vez obrigado pela ajuda.

Já agora, se alguém tiver o track GPS do percurso gostava que mo enviasse porque gostaria de voltar a fazer tudo isso de dia.

2 comentários

Comentar post