Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

12
Abr07

Ponte da Barra (Aveiro) - Praia de Mira

daraopedal

Mais um pequeno percurso à beira mar...

Entre a ponte da Barra e a praia de Mira. O percurso não tem elevação quase nenhuma, chegando mesmo a estar uns metros abaixo do nível do mar e pode-se desfrutar de toda a beleza de uma zona tão particular como a ria de Aveiro.

Início junto à ponte da Barra (a maré estava baixa na altura).

Do outro lado da ria, a Costa Nova com as suas casas bem particulares.

O percurso ainda acompanha durante uma pequena parte o PR2 de Ílhavo .

Os barcos moliceiros , que serviam antigamente para a apanha das algas que serviam para adubar os campos - o moliço.

Um barco viking???? Mas... Mais uma invasão? Já não bastava os franceses e agora os espanhóis ?? :-D

Passagem perto da ponte da Vagueira.

Sempre junto à ria... até chegar à localidade "Cais do Areão", onde virámos para Este até cruzar a EN 109. Aí surgem indicações  da ciclovia que nos leva (não é ela que nos leva mas sim as nossas bikes e as nossas pernas) até à praia de Mira.

A ciclovia é em terra durante poucos metros e depois passa para o habitual alcatrão.

Chegada à lagoa da Praia de Mira, conhecida como barrinha da Praia de Mira.

Ainda perduram por aqui exemplos de tradições antigas.

Existe uma ciclovia que circunda a lagoa. Um local super agradável!

A zona de merendas.

Vai uma voltinha de gaivota? Também dá para dar ao pedal!

 

 

O percurso segue por uns passadiços de madeira junto à lagoa.

Existem vários percursos possíveis assinalados com as respectivas distâncias e duração, para a vertente pedestre e ciclista.

O canavial.

Uma bicla dentro de um barco. Nem a água nos impede de ir a qualquer lado de bicla !

As pontes de Mira County !

Tá engraçado, não tá

Regresso pelo mesmo sítio. Aqui, cruzamento da EN 109 com a estrada de Cais do areão que dá acesso ao caminho de terra.

O regresso foi particularmente penoso porque o vento - a tradicional nortada - soprava bem forte e dificultou bastante a tarefa.

Ria... Dunas e para além das dunas, o mar.

Chegada ao inicio do percurso, onde existe uma antiga fábrica de secagem do fiel amigo: o bacalhau

O percurso aparece a azul no mapa, o regresso foi sensivelmente o mesmo. Foram cerca de 55km que não custaram muito mas cujo regresso foi um pouco desagradável.

Podem encontrar o trilho aqui.

Boas pedaladas

Daraopedal

09
Abr07

Rally Portugal 2007 - PEC S.Brás Alportel

daraopedal

Além da paixão pelo BTT , há já muitos anos que sou um apaixonado pelos Rallys (ou ralis como preferirem). Aproveitei então para juntar os dois e fazer o reconhecimento dos melhores sítios para ver a prova, percorrendo o troço na sua totalidade. O início era perto de Barranco do Velho, junto a esta ponte que se situa na estrada que liga à localidade de Javali.

)

O percurso (em terra, claro) estava bastante durinho, quer para o BTT , quer para os carros.

As paisagens é que são magníficas: azinheiras, sobreiros, ruínas de antigas casas que indiciam uma já distante presença de habitantes...

Outra perspectiva das ruínas .

Chegada ao cruzamento com a estrada de asfalto. Este local era uma zona espectáculo do rally e até estavam a montar uma bancada e barraquinhas "comes e bebes". A verdade é que a passagem dos carros pela zona de asfalto devia ser espectacular.

Junto à estrada, a placa indicava o Miradouro do Alto da Ameixieira.

Painel informativo.

A vista do miradouro. É possível avistar Faro e muitos outros pontos.

Continuação do percurso, temia que aquele caminho que se avistava ao longe seria a continuação do percurso. E não é que era mesmo... O percurso começava a descer para um vale e depois teria de subir aquilo tudo!

Chegado ao fundo da descida, atravessei uma pequena ribeira por onde os carros iriam também passar. Certamente um bom local para os fotografar.

No fim do percurso (depois daquela subida mortal) outro miradouro. Desta vez, em Cabeço do velho. A vista era realmente boa, mas estava preocupado com tudo o que teria de fazer para voltar para trás. O farnel era pouco e o calor bastante.

Perspectiva da vista a partir do miradouro de Cabeço do Velho.

Um pequeno moinho junto ao miradouro.

Agora é fazer tudo para trás...

No final, contabilizava 35 km. A distancia não era muito elevada mas a dureza foi. Pelo caminho reparei num cartaz da maratona extreme 2006 que passou por lá e que atesta , pelo nome, a dureza do percurso. Ainda deu para furar (mais uma vez) e enquanto enchia o pneu ainda tive de indicar o caminho a uns ingleses que não sabiam onde estavam no mapa  .

Para quem estiver interessado em ficar bem empenado, podem contactar-me que eu tenho o track GPS.

Boas pedaladas

Daraopedal

Pág. 2/2