Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

20
Mar12

Até ao Algarve... dos pobres

daraopedal

 

Mais uma voltinha por Gaia para ligar o Cais de Quebrantões ao areal do Areinho.

Essa zona é também conhecida por "Algarve dos pobres" por ser uma zona bastante frequentada no verão, apesar de estar longe das praias do Algarve e até das de Gaia.


Vista junto à Ponte do Infante

Ei-la.

Já em baixo junto ao cais de Quebrantões.

Passando junto ao antigo estaleiro da construção da ponte ferroviária de S. João, agora reconvertido em centro para a prática de remo.

A partir daqui, foi à descoberta de um trilho que me levasse pelo meio dos campos até ao Areinho.

Uma visão de contrastes: vacas rodeadas de cidade por todo o lado.

O trilho serve de caminho por entre o campos (ainda) existentes na zona.

Chegada à zona do parque do Areinho, com este estranho arco em pedra. Seria uma antiga ponte?

A vista para as pontes.

Existe um projeto para a construção de um passadiço sobre a água para ligar o cais de Quebrantões a esta zona e continuar sempre ao longo do rio até Avintes. Está previsto avançar para 2014. Veremos...

Uma outra perspetiva.

O areal, agora vazio, costuma encher-se de pessoas durante o verão, apesar da prática balnear ser ali proibida.

Um pequeno ""tesouro"...

... um belo painel de azulejo numa quinta antiga. É pena que venha a ficar no mesmo estado que o resto do edifício.

Ponte do Freixo.

A Órbita urbana em terrenos off-road e molhados, junto ao pilar da ponte.

Seguindo junto à margem, apercebi-me da existência de vários acessos privados ao rio, pertencentes às várias quintas que por ali existem.

Quinta da Torre Bela.

O trilho continua.

Um pequeno cais privativo.

Pode não parecer, mas o trilho segue por ali...

... entre o muro e o rio. Não convém desequilibrar-se ou cruzar-se com outra pessoa.

Quinta das Carvalheiras

E por aqui terminei a descoberta desta zona do rio. Era tempo de voltar e deixar o resto para outra oportunidade.

Boas pedaladas

daraopedal

03
Mar12

Serra de Canelas [V. N. de Gaia]

daraopedal

 

 

Já há muito tempo que ouço dizer que há trilhos porreiros para BTT na Serra de Canelas, então decidi ir á procura disso mesmo. Para quem não sabe, a Serra de canelas fica na zona sul do Concelho de Vila Nova de Gaia. É uma zona próxima do centro urbano do grande Porto, que permite diversão sem ter de fazer muitos quilómetros. Há um pequeno (grande) senão nestes trilhos: a quantidade de lixo que por lá existe. É possível encontrá-lo na berma de muitos caminhos e na antigas pedreiras que por lá existem. Por lá encontrei boas zonas, um excelente singletrack muito próximo da A1 e até uma pista de downhill com uma rampa de 1,80m de altura.

Igreja matriz de Canelas - V. N. de Gaia.

Alameda de plátanos.

Um início em alcatrão até entrar nos trilhos.

pequeno singletrack

Um estranho aqueduto metido na parede. Nunca tinha visto tal...

Aqui começam os trilhos a sério.

Um zona que parece ter sido varrida por uma enxurrada.

Sinalização à portuguesa.

Depois de uma subida acentuada, cheguei a zona que é atravessada pelo caminho de Santiago português. A seta amarela indica a direção de Santiago de Compostela..

... e a seta azul marca o caminho de Fátima, em sentido inverso.

Para onde ir?

A preciousss encostada no início do singletrack perto da A1.

A estada mesmo ali ao lado. É uma zona muito boa! Subidas e descidas rápidas e técnicas como eu gosto. Só é pena que passa depressa.

Chegua-se então à zona da calçada, conhecida como estrada romana.

Nalgumas zonas os trilhos foram usados em excesso e a água fez o resto. Seria bom reconstruir estes trilhos.

Sem que me apercebesse já estava de saída da serra. Aproveitei então para comer qualquer coisa e regressar ao "fun-park".

Monumento ao pedreiro de Canelas.

Lá está a tal rampa de downhill. Não sei se é usada ou não, mas a madeira não estava em grandes condições.

Com 1.80m o salto impõe respeito. Ainda gostava de fotografar alguém a saltar isso.

Uma das zonas de uma antiga pedreira. Acabou por formar-se um pequeno lago, que está cheio de lixo. Lamentável...

Mais uma vez na zona do caminho de Santiago.

E na zona da calçada romana.

Esta é a zona que mais me agradou.

A calçada é muito grande e está em excelente estado de conservação. Quando construíam antigamente, era para durar!

Fui então parar à Capela do Sr. do Calvário.

Uma pequena capela bem conservada na vertente noroeste da serra, com uma bela vista para o mar.

Outra perspetiva da mesma.

A vista para a zona do mar. O sol não permite ver na foto, mas vê-se facilmente o mar dali.

Boas pedaladas

daraopedal