Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

01
Abr09

Passeio (passeio mesmo) pelo Castelejo - Vila do Bispo

daraopedal

Mais um passeio, desta vez, passeio mesmo. Sozinho, pelos belos trilhos do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, fui conhecer o trilho ambiental do Castelejo. Um passeio calmo, sem stress, para relaxar antes da grande aventura que se avizinha.

O trilho começa e termina junto à casa do guarda florestal. Segui pelo trilho da esquerda.

São vários os painéis informativos ao longo do percurso.

A vegetação predominante nesta zona é o pinheiro. Muito bonito, sem dúvida.

Mais informações e avisos de segurança contra os incêndios...

... junto a este pequeno lago.

Continuação do trilho à sombra.

O primeiro local de onde se avistou o mar.

A descida para o miradouro sobre o mar e a praia. Pela foto, parece que foi sempre a abrir por ali abaixo. Desenganem-se! Estava uma ventania dos diabos e a descida foi feita devagar, pois era travado e empurrado para fora do caminho pelas rajadas violentas.

É penoso pedalar assim.

Para tirar a foto à bike, tive de a colocar encostada do lado de lá. Foi a única forma de ela se aguentar de pé!

Praia do Castelejo. Bela vista sem dúvidas, mas o dia não estava para praia.

Não dá para ver, mas um maluco andava a pescar no pequeno rochedo à esquerda do maior. Depois não é de admirar que a Marinha ande à procura dos corpos...

No regresso pelo mesmo caminho. Com o vento de costas, custou muito menos.

Mais uma foto à bike. Aqui o vento já era menos forte.

Estava a seguir o trilho no sentido inverso.

"A NATUREZA TAMBÉM É A NOSSA CASA!" Mais palavras para quê?

Do outro lado da estrada, uma gravura do miradouro. 110m de altura. A vista é fenomenal.

E ao lado, uma estátua que representa não sei bem o quê...

Pelo menos, serviu para amparar a bicicleta.

Segui o trilho, paralelamente à estrada.

Chegada ao pequeno parque de merendas.

Tudo bem cuidadinho. Assim dá gosto ver os equipamentos públicos serem respeitados.

Segue o trilho por aqui. A barreira é apenas para impedir veículos motorizados de entrar no trilho. O acesso aos mesmos é proibido.

Sinalética.

Outra sinalética por um pequeno trilho entre a sombra até chegar, pouco mais adiante, de novo à casa do guarda florestal. Foram cerca de 8 ou 9 km. Muito soft mesmo, apenas para passear. O vento forte é que complicou a coisa e tirou algum do gozo, mas nesta zona é muito frequente.

Boas pedaladas

Daraopedal