Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

17
Nov06

Percurso no Alentejo - Minas de S. Domingos - Pomarão

daraopedal

Este foi um percurso que não percorri de BTT, mas sim num passeio pedestre. Esse facto tornou-o bastante duro, já que percorrer quase 24km a pé durante um dia inteiro é bem puxadinho... :-) Quando penso que dava para fazer isto no máximo em 2h de bicla, acabei por fazê-lo desde as 10h até às 17h...

De qualquer forma, dei o tempo por bem empregue visto que as paisagens foram espectaculares. O percurso é perto da zona de Mértola, em pleno Alentejo e liga as antigas minas de S. Domingos ao cais de Pomarão no Guadiana, seguindo o antigo caminho de ferro, entretanto desactivado, que servia para escoar o minério.

Aspecto geral dos lagos criados pelas escavações das minas.

Passando pelas linhas de lavagem de minério.

As paisagens das minas eram de outra zona do globo (Fazem-me lembrar as paisagens australianas do Colin McRae) ou até de outro planeta. Tudo é vermelho, tudo é oxidado...

As águas que correm pela zona da mina são extremamente ácidas e (obviamente) muito poluídas...

Vestígios da arqueologia industrial.

A partir daqui, terminava a zona da mina propriamente dito. Mesmo assim, foram quase 4 km sempre a caminhar para atravessar esse enorme espaço moldado pelo Homem.

Iniciamos a passagem por uma zona que relembra o mais típico Alentejo, com montes, chaparros ou sobreiros, etc...

Estava em pleno parque natural do Vale do Guadiana

Passagem pela aldeia de Bens.

São curiosas as placas erguidas à entrada das aldeias com os seus respectivos nomes.

O percurso segue basicamente a linha de caminho de ferro que ligava as minas ao Guadiana, onde o minério era embarcado em direcção a Inglaterra. O caminho de ferro foi desactivado, mas persiste o seu percurso com pontes e túneis.

Bem, na verdade, das pontes pouco resta, mas isso acabou por dar imensa piada ao percurso. A travessia de cada linha de água era, por vezes, um verdadeiro desafio já que era necessário improvisar passagens com pedras ou vigas da linha.

É fácil saber por onde é o percurso.

Passagem por Salgueiros

É por aqui! :-D

Uma paisagem tipicamente alentejana...

Chegada à zona dos túneis.

Estes eram pouco extensos, mas mais à frente surgiram outros bem mais profundos.

Por isso, para quem quiser fazer este percurso a lanterna é obrigatória.

Eu falei da lanterna, mas acho que também é necessário uma catana para cortar este mato todo. Os últimos túneis têm uma densa vegetação nas entradas e saídas que dificulta bastante a passagem. A pé, já foi difícil passar, de bicla, deve ser um bocado mais complicado. Mas pronto, fica a sugestão da catana ;-)

Finalmente, Pomarão à vista.

É que a noite já estava a cair e, caso nao chegássemos a horas, ia ser um pouco complicado encontrar caminho no meio da vegetação :-D

O Guadiana ia correndo lentamente, castanho e poderoso...

Este é o mapa do percurso realizado. Está assinalado com a linha verde, desde Minas de S. Domingos até Pomarão, como sendo um percurso de bicicleta. No entanto, é preciso um pouco de força de vontade para o realizar de bicla. Acho que a vegetação nos túneis e a travessia das pontes que ruiram (ou seja todas) dificultam um bocado, mas garanto-vos que vale meeesssmo a pena.

 

Boas pedaladas

Daraopedal