Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

20
Mar12

Até ao Algarve... dos pobres

daraopedal

 

Mais uma voltinha por Gaia para ligar o Cais de Quebrantões ao areal do Areinho.

Essa zona é também conhecida por "Algarve dos pobres" por ser uma zona bastante frequentada no verão, apesar de estar longe das praias do Algarve e até das de Gaia.


Vista junto à Ponte do Infante

Ei-la.

Já em baixo junto ao cais de Quebrantões.

Passando junto ao antigo estaleiro da construção da ponte ferroviária de S. João, agora reconvertido em centro para a prática de remo.

A partir daqui, foi à descoberta de um trilho que me levasse pelo meio dos campos até ao Areinho.

Uma visão de contrastes: vacas rodeadas de cidade por todo o lado.

O trilho serve de caminho por entre o campos (ainda) existentes na zona.

Chegada à zona do parque do Areinho, com este estranho arco em pedra. Seria uma antiga ponte?

A vista para as pontes.

Existe um projeto para a construção de um passadiço sobre a água para ligar o cais de Quebrantões a esta zona e continuar sempre ao longo do rio até Avintes. Está previsto avançar para 2014. Veremos...

Uma outra perspetiva.

O areal, agora vazio, costuma encher-se de pessoas durante o verão, apesar da prática balnear ser ali proibida.

Um pequeno ""tesouro"...

... um belo painel de azulejo numa quinta antiga. É pena que venha a ficar no mesmo estado que o resto do edifício.

Ponte do Freixo.

A Órbita urbana em terrenos off-road e molhados, junto ao pilar da ponte.

Seguindo junto à margem, apercebi-me da existência de vários acessos privados ao rio, pertencentes às várias quintas que por ali existem.

Quinta da Torre Bela.

O trilho continua.

Um pequeno cais privativo.

Pode não parecer, mas o trilho segue por ali...

... entre o muro e o rio. Não convém desequilibrar-se ou cruzar-se com outra pessoa.

Quinta das Carvalheiras

E por aqui terminei a descoberta desta zona do rio. Era tempo de voltar e deixar o resto para outra oportunidade.

Boas pedaladas

daraopedal

1 comentário

Comentar post