Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

28
Fev13

Gaia - S. Jacinto - Aveiro

daraopedal

Voltinha de treino para acumular quilómetros para os objetivos 2013.

Nova investida no mesmo sentido (Norte - Sul), mas desta vez estiquei um pouco mais até Aveiro.

Trajeto: Gaia - Furadouro - S. Jacinto (travessia de ferry) - Barra - Aveiro.

Mais uma vez, levei a crosstrail a uma voltinha por estrada. O objetivo era chegar até Aveiro e foi plenamente concluído num dia de inverno com um tempo fantástico.

Passagem pela ponte da Arrábida.

Foz do Douro.

Segui pelas ciclovias de Gaia, aqui junto à zona da Granja, numa zona que ainda não está concluída.

Passagem por Espinho.

Ciclovia em Esmoriz.

Basta virar nesta placa que indica "Estrada florestal" para apanhar o percurso da CicloRia, cujas fotos podem ver neste post anterior.

Início da CicloRia - Ciclovia do Atlântico.

Barco típico na rotunda do Buçaquinho.

Junto a um dos passadiços inacabados.

Pinhal a perder de vista.

Depois de chegar ao Furadouro, bastou seguir pela ciclovia que liga ao centro de Ovar...

... e virar para S. Jacinto.

Depois de apanhar a looonga EN 327, bastavam 24 km para chegar a S. Jacinto.

Paragem para um ligeiro reabastecimento. Existem várias formas de "roubar", cobrar 4,40€ por uma tosta mista (em pão de forma) e um compal de pêssego parece-me uma nova forma. Já sei onde nunca hei-de voltar a parar.

Passagem junto à ponte da Murtosa.

E a sua estranha rotunda.

Já só faltavam 16!

Segui então pela ciclovia existente no concelho da Torreira.

Passagem pelo cais dos Moliceiros.

Seguindo sempre com a ria ao meu lado.

A imensidão da ria de Aveiro, já próximo de S. Jacinto.

Chegada à zona da Reserva Natural das dunas de S. Jacinto.

É oficial! Chegada a S. Jacinto.

Um belo moliceiro no cais de S. Jacinto.

Com alguns desvios pelo caminho, o contador marcava 78 km.

Muitos anos depois, voltei a entrar no antigo ferry que ligou as margens do Douro, quando a ponte de Entre-os-Rios ruiu.

Travessia do canal.

O "Cidade de Penafiel" é agora o "Cale de Aveiro".

O acesso à zona do Porto de Aveiro tem esta configuração: carros de um lado, peões (e ciclistas?) de outro.

Depois da travessia da Gafanha da Nazaré em direção à A25, depois desta rotunda...

... encontramos o acesso à ciclovia ao longo da autoestrada para seguir até Aveiro.

Direção Aveiro.

Ria de Aveiro.

Junto à rotunda do sal, à entrada da cidade.

A voltinha terminou com cerca de 90 km no visor, junto à estação de Aveiro, onde apanhei o transporte de regresso.

Boas pedaladas

daraopedal

28
Fev13

Gaia - Furadouro - Ovar pela CicloRia

daraopedal

Voltinha de treino para acumular quilómetros para os objetivos 2013.

Trajeto: Gaia - Furadouro - Ovar, com passagem pela ciclovia da CicloRia, um percurso com muito potencial, mas que infelizmente não está concluído. Podem encontrar mais alguma coisa no site oficial (http://cicloria.org.pt/). Foram cerca de 50km bem agradáveis. Ficam as fotos.

Junto à capela do Sr. da Pedra.

Junto ao Regimento de Engenharia de Espinho.

Painel informativo do projeto cicloRia.

O esquema do mesmo projeto.

Junto a esta antiga casa florestal abandonada começa o percurso.

Início da ciclovia, ao longo da estrada atlântica.

Sinalética.

Mais um painel.

O percurso é francamente agradável.

Na zona do Buçaquinho.

Algumas passagens em partes de madeira para permitir a passagem de veículos pesados, sem danificar o asfalto.

Junto ao início da pista da base aérea da NATO, encontrei o primeiro de muitos passadiços de madeira que se encontram ainda por concluir. Nenhum deles possui ainda o "chão".

Sinalética da pista de aterragem.

O temporal recente deixou as suas marcas.

Avenida da NATO.

Estrada e ciclovia lado a lado.

Mais um passadiço de madeira.

Ainda não está pronto, mas já está a precisar de manutenção.

"Crime Scene Investigation" - CSI Ovar

A sinalética ainda está por concluir.

O término da cicloRia, próximo do Furadouro.

Barco de pesca tradicional, na rotunda à entrada do Furadouro.

Passagem junto à praia, onde não se podia estar tal era o vento.

De seguida, bastou apanhar a ciclovia que liga o Furadouro ao centro de Ovar.

Uma excelente voltinha.

Boas pedaladas

daraopedal