Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

09
Ago16

Passeio fluvial Quebrantões/Oliveira do Douro - Vila Nova de Gaia

daraopedal

Embora já tenha sido há quase um ano, tinha faltado a oportunidade de publicar no blogue a visita ao passeio fluvial Quebrantões/Oliveira do Douro. Não tenho tido muito tempo, nem vontade para investir no blog, mas mais vale tarde que nunca.

Embora seja um trilho bastante pequeno, pois nem chega a 1,5 km, permite prolongar a parte acessível junto ao rio, ficando assim possível ligar facilmente a parte do cais de Quebrantões até à "praia" fluvial do Areinho. Nessa zona foi criada uma pequena ciclovia que vai até à ponte do Freixo. A ciclovia está visivelmente inacabada e como ainda decorrem atualmente obras na zona, pode ser que ainda seja prolongada.O passeio vale a visita pelas perspetivas sobre 4 das pontes sobre o rio Douro: a ponte do Infante, a ponte D. Maria, a ponte de S. João e a ponte do Freixo.

Ficam as fotos do passeio.

passeio_fluvial_01.jpg

Início do passeio em Quebrantões.

passeio_fluvial_02.jpg

Vistas para 3 das 4 pontes.

passeio_fluvial_03.jpg

A 4ª ponte adiante.

passeio_fluvial_04.jpg

passeio_fluvial_05.jpg

passeio_fluvial_06.jpg

passeio_fluvial_07.jpg

passeio_fluvial_08.jpg

passeio_fluvial_09.jpg

Início da ciclovia no Areinho.

passeio_fluvial_10.jpg

passeio_fluvial_11.jpg

Placa alusiva à inauguração a 31/07/2015

passeio_fluvial_12.jpg

Encontrem o erro nesta foto...

passeio_fluvial_13.jpg

Fim da ciclovia.

Boas pedaladas

daraopedal

20
Jul16

Trilho BTT do Mineiro - Castelo de Paiva

daraopedal

 Já passou mais de um ano desde que estive presente na inauguração de mais um trilho marcado de BTT em Castelo de Paiva. A iniciativa é muito boa e depois de ter ficado a conhecer o primeiro dos trilhos verdes - o trilho da vinha - fui conhecer este novo trilho do mineiro. O nome vem das ligações históricas da região às minas de carvão de Pejão. A partida deu-se no alto de S. Domingos, um local com vistas fantásticas sobre o rio Douro, onde decorria uma festa local. Sendo o ponto mais alto do percurso, descemos até ao nível dos rios Douro e Arda e tivemos obviamente de voltar a subir tudo. Passamos por vários locais de interesse como a capela da senhora das Amoras, a ponte centenária de Pedorido, o Monumento ao mineiro, a zona de lazer da Croca, o cavalete do Fojo, a Mamoa de Carvalho Mau, as minas de Terramonte, entre outros. O percurso com cerca de 31 km é circular e dá uma boa perspetiva desta zona do concelho de Castelo de Paiva.

Trilho_Mineiro_01.JPG

No local da partida, uma exposição de reproduções de fotos da altura de funcionamento das minas e da dura vida de mineiro.

Trilho_Mineiro_02.JPG

Uma das placas informativas do percurso descerradas nesse dia (foram pelo menos 3).

Trilho_Mineiro_03.JPG

Mapa do percurso

Trilho_Mineiro_04.JPG

Capela da Sra das Amoras

Trilho_Mineiro_05.JPG

Passagem junto ao rio Arda.

Trilho_Mineiro_06.JPG

Trilho_Mineiro_07.JPG

Passagem em cima da ponte centenária de Pedorido

Trilho_Mineiro_08.JPG

A vista sobre o rio Arda e ao fundo o alto de S. Domingos de onde tínhamos partido.

Trilho_Mineiro_09.JPG

Mais uma placa informativa.

Trilho_Mineiro_10.JPG

Passagem junto à igreja de Pedorido.

Trilho_Mineiro_11.JPG

Monumento ao mineiro

Trilho_Mineiro_12.JPG

Casa da Malta

 

Trilho_Mineiro_13.JPG

Vista para o rio Douro e o alto da Serra da Boneca.

Trilho_Mineiro_14.JPG

Junto à zona de lazer da Croca.

Trilho_Mineiro_15.JPG

Uma curiosa ponte pedestre sobre o rio Arda.

Trilho_Mineiro_16.JPG

O percurso passa mesmo por ali.

Trilho_Mineiro_17.JPG

Trilho_Mineiro_18.JPG

Vista da zona de lazer / parque ribeirinho

Trilho_Mineiro_19.JPG

Marcações disponíveis ao longo do percurso.

Trilho_Mineiro_20.JPG

Aqui entramos na antiga linha ferroviária que servia para transportar o minério das minas de Pejão até à zona do Douro.

Trilho_Mineiro_21.JPG

Reconhece-se perfeitamente o perfil de ecopista desta parte do trilho.

Trilho_Mineiro_22.JPG

Uma ponte/passagem de nível onde um elemento da organização esperava para o reforço.

Trilho_Mineiro_23.JPG

Continuação do percurso, agora numa zona mais rural.

Trilho_Mineiro_24.JPG

Passagem junto ao cavalete do Fojo que extraía minério e homens das profundezas da terra.

Trilho_Mineiro_25.JPG

O trilho passa mesmo ali por baixo.

Trilho_Mineiro_26.JPG

A vista do outro lado.

Trilho_Mineiro_27.JPG

Junto a uma entrada de uma mina que funcionou durante 60 anos!

Trilho_Mineiro_28.JPG

Outra igual, embora menos visível.

Trilho_Mineiro_30.JPG

Capelinha de Stª Bárbara - Choupelo, uma capela à protetora dos mineiros.

Trilho_Mineiro_29.JPG

O interior e a homenagem aos mineiros que ali trabalharam (pereceram?).

Trilho_Mineiro_31.JPG

Ali existe o que parece ser um pequeno bairro mineiro.

Trilho_Mineiro_32.JPG

Trilho_Mineiro_33.JPG

Rotunda de Carvalho Mau

Trilho_Mineiro_34.JPG

Mamoa de Carvalho Mau

Trilho_Mineiro_35.JPG

Passagem pela paisagem estranha das minas de Terramonte.

Trilho_Mineiro_36.JPG

Trilho_Mineiro_37.JPG

Trilho_Mineiro_38.JPG

Uma pequena fonte dedicada a Stº António.

Trilho_Mineiro_39.JPG

O percurso levou-nos novamente ao alto de S. Domingo. Foi um percurso um pouco duro tendo em conta o pouco treino que tinha na altura, o calor e os desníveis do percurso, mas valeu bem a pena.

Boas pedaladas

daraopedal

 

23
Abr14

Vila Nova de Gaia - Entre-os-Rios - Castelo de Paiva - Arouca

daraopedal

Já falava há muito tempo que queria ir um dia do Porto até Arouca pela marginal do Douro (a EN 108).

Com partida no cais de Gaia, lá se deu início à aventura. Com passagem pela barragem de Lever/Crestuma, fui pedalando gradualmente até alcançar Entre-os-rios.

 Depois de passar uma das pontes, ainda parei junto ao anjo gigante construído em honra dos desaparecidos na tragédia da queda da ponte. A partir daí, a altimetria foi pouco a pouco subindo, o que, com o desgaste dos quilómetros acumulados, deu para cansar um bocado.

Depois de passar o centro de Castelo de Paiva, assim que cheguei à EN 224 o percurso tornou-se mais fácil e mais rolante. Passando por zonas campestres e zonas florestais, fui seguindo ao meu ritmo até alcançar Arouca depois de cerca de 75 km no total. Fica o convite para quem quiser fazer o mesmo.  O track está na conta wikiloc do daraopedal.

Boas pedaladas

daraopedal