Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

09
Ago16

Passeio fluvial Quebrantões/Oliveira do Douro - Vila Nova de Gaia

daraopedal

Embora já tenha sido há quase um ano, tinha faltado a oportunidade de publicar no blogue a visita ao passeio fluvial Quebrantões/Oliveira do Douro. Não tenho tido muito tempo, nem vontade para investir no blog, mas mais vale tarde que nunca.

Embora seja um trilho bastante pequeno, pois nem chega a 1,5 km, permite prolongar a parte acessível junto ao rio, ficando assim possível ligar facilmente a parte do cais de Quebrantões até à "praia" fluvial do Areinho. Nessa zona foi criada uma pequena ciclovia que vai até à ponte do Freixo. A ciclovia está visivelmente inacabada e como ainda decorrem atualmente obras na zona, pode ser que ainda seja prolongada.O passeio vale a visita pelas perspetivas sobre 4 das pontes sobre o rio Douro: a ponte do Infante, a ponte D. Maria, a ponte de S. João e a ponte do Freixo.

Ficam as fotos do passeio.

passeio_fluvial_01.jpg

Início do passeio em Quebrantões.

passeio_fluvial_02.jpg

Vistas para 3 das 4 pontes.

passeio_fluvial_03.jpg

A 4ª ponte adiante.

passeio_fluvial_04.jpg

passeio_fluvial_05.jpg

passeio_fluvial_06.jpg

passeio_fluvial_07.jpg

passeio_fluvial_08.jpg

passeio_fluvial_09.jpg

Início da ciclovia no Areinho.

passeio_fluvial_10.jpg

passeio_fluvial_11.jpg

Placa alusiva à inauguração a 31/07/2015

passeio_fluvial_12.jpg

Encontrem o erro nesta foto...

passeio_fluvial_13.jpg

Fim da ciclovia.

Boas pedaladas

daraopedal

23
Abr14

Vila Nova de Gaia - Entre-os-Rios - Castelo de Paiva - Arouca

daraopedal

Já falava há muito tempo que queria ir um dia do Porto até Arouca pela marginal do Douro (a EN 108).

Com partida no cais de Gaia, lá se deu início à aventura. Com passagem pela barragem de Lever/Crestuma, fui pedalando gradualmente até alcançar Entre-os-rios.

 Depois de passar uma das pontes, ainda parei junto ao anjo gigante construído em honra dos desaparecidos na tragédia da queda da ponte. A partir daí, a altimetria foi pouco a pouco subindo, o que, com o desgaste dos quilómetros acumulados, deu para cansar um bocado.

Depois de passar o centro de Castelo de Paiva, assim que cheguei à EN 224 o percurso tornou-se mais fácil e mais rolante. Passando por zonas campestres e zonas florestais, fui seguindo ao meu ritmo até alcançar Arouca depois de cerca de 75 km no total. Fica o convite para quem quiser fazer o mesmo.  O track está na conta wikiloc do daraopedal.

Boas pedaladas

daraopedal

13
Jun13

Passeio entre Vilas Novas ... de Famalicão a Gaia

daraopedal

Para acumular mais uns quilómetros de treino antes da ida a Santiago, decidi ligar duas "Vilas Novas": Vila Nova de Famalicão a Vila Nova de Gaia, percorrendo para isso o percurso da ecopista da antiga linha que ligava Famalicão à Póvoa de Varzim. Já tinha feito esse percurso pouco antes, mas desta vez optei por aumentar mais uns quilómetros. Segui no comboio suburbano desde Campanhã até Famalicão, e a partir daí segui pela ecopista. O terreno estava muito pesado, fruto do inverno rigoroso que temos tido este ano, e nalguns locais, parecia um verdadeiro rio. Água e lama até dizer chega tornaram a progressão algo lenta. A paragem para o almoço foi junto à Igreja de S. Pedro de Rates, onde me cruzei com um peregrino estrangeiro que seguia para o Caminho da Costa. A partir de Famalicão, o percurso ficou muito mais fácil, já que bastou seguir ao longo da costa para sul, aproveitando os passadiços e ciclovias existentes, passando por Vila do Conde, Angeiras, Leça da Palmeira, Matosinhos, Porto até chegar a Vila Nova de Gaia depois de atravessar o Douro.

Foi um percurso com cerca de 77km no total, realizado a um ritmo de passeio. Ficam as fotos do percurso.

Início da Ecopista / ciclovia em Famalicão.

Estação de Barradas

Nalgumas zonas o piso estava impecável...

... mas noutras, o piso estava completamente encharcado...

... muita lama!

Mais uma estação abandonada.

Passagem numa das zonas mais bonitas do percurso

Muito agradável!

Mais lama.

Pouco antes de Balazar, o rio que corre pelos campos transbordava do seu leito.

Apeadeiro de Balazar.

O resultado de muita lama.

Estação das Fontainhas.

Paragem de autocarro junto à EB de Rates.

Chegada à Igreja de Rates, quando outro grupo estava a chegar.

No trajeto do caminho de Santiago. Em Rates existe uma bifurcação que nos leva para o Caminho Central ou o Caminho da Costa. Também existe um albergue.

Passando uma antiga ponte.

Um autêntico rio.

E mais água...

Passando pelas zonas agrícolas.

Vista para o Monte de S. Félix.

Quase a chegar à Póvoa de Varzim.

Já na Póvoa, junto ao Metro.

Fortaleza N. Srª da Conceição.

Autoretrato em Vila do Conde

Nau quinhentistas de Vila do Conde.

Seguindo pelos passadiços em direção ao Porto, sempre junto ao mar.

Passagem junto ao Castro de S. Paio.

Sempre junto ao mar...

... onde se pode encontrar vestígios arqueológicos...

... bem visíveis a olho nu.

Alguns metros foram mesmo pela areia.

Ponte perto de Angeiras.

Leça à vista.

Farol de Leça.

O "calçadão" de Matosinhos à pinha!

Chegada ao Porto e posterior passagem para a outra margem.

Uma voltinha com cerca de 77km.

Quase 6h a pedalar.

Boas pedaladas

daraopedal