Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

16
Nov07

Passeio de S. Martinho Intercaima 2007 - Vale de Cambra

daraopedal

Finalmente um passeio para desenferrujar as pernas depois de tanto tempo sem fazer nada.

 

O pretexto foi o passeio de S. Martinho do grupo Intercaima de Vale de Cambra realizado no passado dia 11 de Novembro.

 

 

Ás 8h20 da manhã lá estava o Daraopedal no local combinado num dia que começou bem frio, com as primeiras geadas a deixarem marcas nos campos.

 

 

Muito pessoal também não queria faltar à chamada e iam chegando pouco a pouco ao local da concentração.

 

 

A espera ainda foi longa e o pessoal já estava a ficar impaciente cheio de vontade de aquecer, mas finalmente foi dada a partida. Foi uma verdadeira largada de mais de uma centena de betetistas .

 

 

Depois de passar a zona urbana das Dairas e a ponte sobre o rio Caima ...

 

 

... e a praia fluvial de Burgães.

 

 

Desde aí começou logo a subir até à zona da Aguincheira ...

 

 

... onde ainda piorou, e foi a vergonha generalizada! :-D Muita gente a apear-se e a levar a bicla à mão!

 

 

A subida... piorou e a verdade é que acabei por confirmar uma coisa que já suspeitava: não estou em forma! Pois é! Também eu acabei por ter de apear-me, e até sentar-me com tonturas. Já sei isso há muito tempo, mas mesmo assim ainda continuo a cair no mesmo erro: o esforço intenso sem aquecimento gradual dá cabo de mim! Mas depois de uma pausa, acabei por melhorar e voltar à subida que segundo os dados teve quase três quilómetros para 250 m de subidas acumuladas. Estou mesmo sem treino...

 

 

Entre os lugares de Gavião de Baixo e Gavião de Cima houve lugar a uma pequena passagem por um carreiro à antiga no meio de campos e debaixo de uma ramada que deu para umas fotos engraçadas. Cá está o pessoal a fazer bicha... perdão! A fazer fila! ;-)

 

 

O carreiro entre os pilares da ramada.

 

 

Outra perspectiva ainda.

 

 

Um pouco mais adiante, o percurso seguiu por uma zona florestal que tinha acabado de sofrer os efeitos dos estranhos incêndios de Outono que estão a flagelar um pouco todo o país este ano.

 

 

Os bombeiros ainda se encontravam no local e uma pouco mais longe era possível ver uma nuvem negra enorme que cobria o céu. Pedalar com o cheiro a fumo não é nada agradável.

 

 

O percurso cruzou o PR 2 de Vale de Cambra que liga S. Pedro de Castelões à Srª da Saúde. A partir daí foi quase sempre a descer, aatravessando a EN 328.

 

 

Uma zona muito agradável onde a vegetação alternavam entre os tons verdes das árvores de folha persistente e as zonas com árvores de folhas caducas como o castanheiro e as videiras que davam um colorido à paisagem digno de um dia de S. Martinho.

 

 

A passagem de uma linha de água (do rio Cambalhão?) quase seca, mas que, segundo ouvi, é bastante difícl de ultrapassar em invernos chuvosos.

 

 

Este foi das partes que mais gostei! Pedalar no meio de um campo em pousio. A vegetação alta quase que dissimulava os betetistas .

 

 

Onde está o trilhos? Fantástico!

 

 

Reabastecimento na zona de Casais. Aquela regueifa com coco estava um espectáculo!

 

 

Antes de chegar à zona do lugar de Barbeito, a malta atalhou pelo meio duns campos e ainda valeu uma travessia numa ponte de madeira não recomendável a mais de meio betetista! Depois seguiu-se mais monte e mais single-tracks que deixaram toda a gente com um sorriso de orelha a orelha.

 

 

Nesta zona onde o single-track eram tão "single" que quase já já não era "track" :-D vi o herói do dia. O João ( se não me engano) que com nove anos se portava como um grande e mostrava a muitos que o BTT é um bichinho que começa logo bem cedo. Acompanhado o seu pai (pelo menos assim me pareceu) o rapaz mal podia com o peso da bicla , mas que sabia pedalar, lá isso sabia! Parabéns rapaz!

 

 

Chegada à zona de Mosteiro

 

 

e a uma outra parte que adorei! Uma parte onde atravessámos várias vezes o rio Caima .

 

 

Primeiro numa ponte com dois belos arcos...

 

 

... e depois uma ponte improvisada e muito rudimentar mas muuuito divertida.

 

 

Mas adiante ainda se viu uma outra ponte, mas o percurso já não passou por lá. De qualquer forma, gostei muito desta zona de Ossela e do vale do Caima : uma zona muito agradável! Depois o percurso seguiu por entre casa em direcção a Baralhas.

 

 

(Foto retirada do site do Intercaima )

 

Antes de chegar à zona de Lordelo, fomos presenteados com uma descida daquelas que se hesita fazer em cima da bicla . Confesso que se não tivesse visto outro a fazer antes de mim, talvez não tivesse arriscado. Arrisquei, fiz a descida em grande estilo e com muito gozo! Valeu! Mas vi nas fotos do site do Intercaima que muitos cairam nesse local! Adorei a descida!

 

 

O gráfico de altimetria revela bem o porquê das dificuldades iniciais. Foi um início muito duro de um percurso muito porreiro.

 

 

O trilho do percurso.

 

Gostei muito do passeio e do percurso (apesar das dificuldades iniciais) e por isso dou os meus parabéns ao Intercaima . No entanto, tenho de apontar um aspectos negativo da organizagão, não no sentido de falar mal por falar mal, mas sim no sentido de fazer uma críticia construtiva. Talvez não estivessem à espera que o percurso acabasse à hora que acabou, mas o tempo de esperar pelo almoço (mais de 30 min) foi quanto a mim demasiado e creio que seja algo a ter em atenção em futuros passeios. A não ser isso, foi tudo óptimo. Parabéns!

 

Boas pedaladas

Daraopedal