Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

20
Jul16

Trilho BTT do Mineiro - Castelo de Paiva

daraopedal

 Já passou mais de um ano desde que estive presente na inauguração de mais um trilho marcado de BTT em Castelo de Paiva. A iniciativa é muito boa e depois de ter ficado a conhecer o primeiro dos trilhos verdes - o trilho da vinha - fui conhecer este novo trilho do mineiro. O nome vem das ligações históricas da região às minas de carvão de Pejão. A partida deu-se no alto de S. Domingos, um local com vistas fantásticas sobre o rio Douro, onde decorria uma festa local. Sendo o ponto mais alto do percurso, descemos até ao nível dos rios Douro e Arda e tivemos obviamente de voltar a subir tudo. Passamos por vários locais de interesse como a capela da senhora das Amoras, a ponte centenária de Pedorido, o Monumento ao mineiro, a zona de lazer da Croca, o cavalete do Fojo, a Mamoa de Carvalho Mau, as minas de Terramonte, entre outros. O percurso com cerca de 31 km é circular e dá uma boa perspetiva desta zona do concelho de Castelo de Paiva.

Trilho_Mineiro_01.JPG

No local da partida, uma exposição de reproduções de fotos da altura de funcionamento das minas e da dura vida de mineiro.

Trilho_Mineiro_02.JPG

Uma das placas informativas do percurso descerradas nesse dia (foram pelo menos 3).

Trilho_Mineiro_03.JPG

Mapa do percurso

Trilho_Mineiro_04.JPG

Capela da Sra das Amoras

Trilho_Mineiro_05.JPG

Passagem junto ao rio Arda.

Trilho_Mineiro_06.JPG

Trilho_Mineiro_07.JPG

Passagem em cima da ponte centenária de Pedorido

Trilho_Mineiro_08.JPG

A vista sobre o rio Arda e ao fundo o alto de S. Domingos de onde tínhamos partido.

Trilho_Mineiro_09.JPG

Mais uma placa informativa.

Trilho_Mineiro_10.JPG

Passagem junto à igreja de Pedorido.

Trilho_Mineiro_11.JPG

Monumento ao mineiro

Trilho_Mineiro_12.JPG

Casa da Malta

 

Trilho_Mineiro_13.JPG

Vista para o rio Douro e o alto da Serra da Boneca.

Trilho_Mineiro_14.JPG

Junto à zona de lazer da Croca.

Trilho_Mineiro_15.JPG

Uma curiosa ponte pedestre sobre o rio Arda.

Trilho_Mineiro_16.JPG

O percurso passa mesmo por ali.

Trilho_Mineiro_17.JPG

Trilho_Mineiro_18.JPG

Vista da zona de lazer / parque ribeirinho

Trilho_Mineiro_19.JPG

Marcações disponíveis ao longo do percurso.

Trilho_Mineiro_20.JPG

Aqui entramos na antiga linha ferroviária que servia para transportar o minério das minas de Pejão até à zona do Douro.

Trilho_Mineiro_21.JPG

Reconhece-se perfeitamente o perfil de ecopista desta parte do trilho.

Trilho_Mineiro_22.JPG

Uma ponte/passagem de nível onde um elemento da organização esperava para o reforço.

Trilho_Mineiro_23.JPG

Continuação do percurso, agora numa zona mais rural.

Trilho_Mineiro_24.JPG

Passagem junto ao cavalete do Fojo que extraía minério e homens das profundezas da terra.

Trilho_Mineiro_25.JPG

O trilho passa mesmo ali por baixo.

Trilho_Mineiro_26.JPG

A vista do outro lado.

Trilho_Mineiro_27.JPG

Junto a uma entrada de uma mina que funcionou durante 60 anos!

Trilho_Mineiro_28.JPG

Outra igual, embora menos visível.

Trilho_Mineiro_30.JPG

Capelinha de Stª Bárbara - Choupelo, uma capela à protetora dos mineiros.

Trilho_Mineiro_29.JPG

O interior e a homenagem aos mineiros que ali trabalharam (pereceram?).

Trilho_Mineiro_31.JPG

Ali existe o que parece ser um pequeno bairro mineiro.

Trilho_Mineiro_32.JPG

Trilho_Mineiro_33.JPG

Rotunda de Carvalho Mau

Trilho_Mineiro_34.JPG

Mamoa de Carvalho Mau

Trilho_Mineiro_35.JPG

Passagem pela paisagem estranha das minas de Terramonte.

Trilho_Mineiro_36.JPG

Trilho_Mineiro_37.JPG

Trilho_Mineiro_38.JPG

Uma pequena fonte dedicada a Stº António.

Trilho_Mineiro_39.JPG

O percurso levou-nos novamente ao alto de S. Domingo. Foi um percurso um pouco duro tendo em conta o pouco treino que tinha na altura, o calor e os desníveis do percurso, mas valeu bem a pena.

Boas pedaladas

daraopedal

 

12
Mai14

À descoberta dos Trilhos verdes de Castelo de Paiva

daraopedal

No passado dia 25 de abril, foi inaugurado em Castelo de Paiva aquele que é o primeiro trilho marcado para BTT: o trilho das vinhas. Como não tive oportunidade de estar presente na inauguração, aproveitei uma volta de treino para ir até lá para descobrir o trilho. Com partida e final em Arouca, juntei-me a alguns elementos do Arouca BTT Team para acumular uns quilómetros de treino para a ida a Santiago de Compostela.

De um modo geral, gostei bastante do percurso marcado, que nos leva a descobrir pequenos trilhos escondidos entre casas, passagens em túneis, campos floridos pela primavera e uns fornos de carvão. No ponto de partida, ainda tivemos oportunidade de encontrar o autor deste trilho, que prometeu a criação de outros de maior extensão e  dificuldade. Porque o percurso inicia e acaba no largo da feira de Castelo de Paiva, acabamos por abandoná-lo junto aos fornos de carvão para seguir de regresso a Arouca.

Ficam algumas fotos do percurso.

A caminho de Castelo de Paiva seguindo pela EN 224 e por alguns trilhos contíguos.

Painel informativo no início do percurso.

Descrição e ficha técnica.

Pronta para a partida.

O início do trilho por entre muros.

Túnel de passagem debaixo da variante local.

Chegada à zona campestre.

Todo o percurso desenvolve-se no vale do rio Sardoura.

Mais campos em flor.

e mais...

Pequena queda de água no rio Sardoura.

Mais paisagens campestres e primaveris.

A zona central de Real, com destaque para a igreja local.

Campos e vinhas.

Capela de Stª Cristina.

Passagem na ponte sobre o rio Sardoura.

Vista sobre os campos onde acabáramos de passar, com destaque para a pequena capela.

Junto ao centro de dia local, iniciámos a subida que nos levaria até aos fornos de carvão. É a parte mais dura do percurso, mas com um ritmo adequado, consegue-se perfeitamente superar isto.

Chegados aos fornos de carvão, enquanto o percurso nos mandava voltar ao mato, seguimos até à estrada.

Vista sobre o complexo dos fornos de carvão.

Iniciámos então o regresso a Arouca pela estrada municipal CM1138.

O regresso foi algo penoso, pois essa estrada tem grande desníveis a vencer. O calor desta manhã primaveril também não facilitou a tarefa, mas chegamos a Arouca com quase 52 kms feitos.

Boas pedaladas

daraopedal