Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal.pt

daraopedal.pt

04
Jan15

Linha da Trofa em BTT

daraopedal

Já andava a bastante tempo com vontade de me aventurar à descoberta da antiga linha de comboio que vai até à Trofa. Esta linha foi em parte aproveitada pelo Metro do Porto até Castêlo da Maia, no entanto, daí para a frente encontra-se completamente abandonada e achei que poderia conseguir transitar entre essas duas localidades sem grandes problemas. Como estava enganado... Encontrei um relato de um betetista que indicava que era complicado circular em determinadas partes, no entanto não parecia ser nada de outro mundo. Infelizmente o tempo passou e a vegetação foi tomando conta do terreno. A chuva que antecedeu a altura em que fiz o percurso também tratou de transformar algumas zonas em verdadeiras piscinas, a tal ponto que parecia que estava a pedalar num rio. As poucas estações que existem pelo percurso estão num estado lastimável, quase todas emparedadas de modo a não permitir a entrada. A antiga estação da Trofa e a zona envolvente refletem também o desinteresse existente em relação a este troço. Uma pena...

GOPR1020WTMK.JPG

O fim da linha do Metro do Porto em Castêlo da Maia.

G0011028WTMK.JPG

A parte inicial não permite circular pela linha. Tive de improvisar por um trilho que passa no meio dos campos e pelo casario da zona até encontrar a linha.

GOPR1032WTMK.JPG

Voltei a encontrá-la neste estado...

GOPR1033WTMK.JPG

... ninguém diria que a linha passa por aqui.

GOPR1037WTMK.JPG

Estação da localidade de Muro.

GOPR1038WTMK.JPG

Uma passagem de nível.

GOPR1039WTMK.JPG

Um dos pouco locais onde se encontram as pedras habitualmente usadas nas linhas ferroviárias.

G0031041WTMK.JPG

Já na linha, fazendo um verdadeiro corta-mato.

G0061053WTMK.JPG

No meio de um rio.

 G0091066WTMK.JPG

 Devia ter trazido uma máquina de cortar a relva.

GOPR1049WTMK.JPG

Sim, tive mesmo de passar por aqui, no meio desta verdadeira piscina.

GOPR1051WTMK.JPG

Foi pedalar com os pés dentro de água.

G0081059WTMK.JPG

Antes de chegar à Trofa, uma das poucas zonas onde é fácil circular.

GOPR1068WTMK.JPG

Na entrada da Trofa, depois de passar uma enorme fábrica abandonada, a linha desaparece com umas obras de requalificação do centro urbano. A linha volta a aparecer um pouco à frente, basta seguir a mesma direção e as indicações para a antiga estação de comboio.

GOPR1076WTMK.JPG

 Depois de passar pela estação, tentei ir até onde era possível...

GOPR1078WTMK.JPG

... mas este era mesmo o fim da linha.

GOPR1080WTMK.JPG

A nova linha de comboio que foi construída para desviar os comboios da linha de Guimarães do centro da cidade.

G0131122WTMK.JPG

Aproveitei para ir até às margens do Rio Ave.

G0131129WTMK.JPG

... e encontrar a antiga ponte de comboio, que fica lado a lado com a nova.

G0131130WTMK.JPG

GOPR1131WTMK.JPG

Para evitar as dificuldades do terreno, optei por voltar pela EN 14.

Boas pedaladas

daraopedal

 

 

 

18
Nov13

NGPS - Castêlo da Maia

daraopedal

Não tenho estado arredado do BTT, antes pelo contrário, mas as voltinhas são as do costume, pelo que pouco tenho postado no blog. Desta vez participei em mais uma etapa do circuito NGPS. Depois da prova de Arouca (23 de fevereiro 2013), desta vez a terra anfitriã foi o Castêlo da Maia. Inscrevi-me na prova dos 50km, pois não tenho treinado como deve ser. As minhas "voltinhas" têm sido mais passeios de que treinos. O trajeto foi uma descoberta visto que nunca tinha pedalado por ali, fiquei a conhecer alguns trilhos essencialmente florestais entre o norte da Maia e a Trofa. Os trilhos não primam pela beleza, mas também não eram complicados (salvo uma ou outra descida mais técnica). Encontrei muito lixo ao longo dos trilhos, o que infelizmente já se torna habitual em zona densamente populacionais e industriais. Valeu pela passagem junto ao rio Ave e, especialmente, pela passagem por dois santuários: o monte de S. Gens de Cidai e o monte de S. Miguel o Anjo. Ainda deu para passar também pela antiga linha desativada que ligava a Srª da Hora à Trofa, um trajeto que podia muito bem ser transformado em ciclovia. A chegada ao final foi algo penosa, visto que os 50 km acabaram por ser na verdade 54 (e não me enganei no trilho) e a parte final depois de passar a zona das portagens da Maia passava por zonas demasiado técnicas para pedalar. Apesar de tudo isto, gostei do passeio pela descoberta de uma nova zona de trilhos.

Ficam algumas das poucas fotos que tirei:

Uma estranha torre logo ao início do percurso.

Monte de S. Gens de Cidai.

A estátua de Nª Srª da Alegria no topo do monte.

Vista para a zona do santuário.

Torre de vigia.

No horizonte, viam-se as torre da Póvoa de Varzim.

Passagem pela ponte da antiga linha de comboio Srª da Hora - Trofa sobre a EN 14.

Gostava de saber se esta linha está suficientemente apta para a sua descoberta em BTT... Se alguém souber, que avise!

No topo da subida mais complicada do percurso! Aqui não havia hipótese senão à mão.

No topo do monte de S. Miguel o Anjo. Um local desconhecido ...

... de onde se via a zona central da Maia e o litoral de Matosinhos.

 

Boas pedaladas

daraopedal