Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

daraopedal

daraopedal

Ecocaminho - Maia

23.10.21 | daraopedal

Já tinha ouvido falar do Ecocaminho na Maia, e já tinha dado para observar algumas das suas partes ao circular pela Maia, contudo a oportunidade de conhecer o percurso tardava. Felizmente consegui uma folga para o percorrer. Este percurso resulta da conversão da antiga linha de comboio de Guimarães e liga a zona da Quinta dos Cónegos até à Estação de Metro de Mandim e está prevista a extensão do atual traçado até ao Castêlo da Maia. O percurso é todo ele muito fácil já que resulta da conversão da linha onde a inclinação nunca é muito acentuada. Atravessa zonas urbanas e agrícolas nas limites da cidade, num contraste frequente. Apenas a passagem debaixo do viaduto da linha do metro na Avenida Dr Manuel de Oliveira Marques merece algum reparo, pois não existe passagem direta de uma parte da ecovia para a parte seguinte, o que obriga a subir um pouco a avenida até à passadeira mais próxima. Uma travessia com algumas lombas para levar os carros a abrandar seria certamente uma solução para fazer a ligação mais direta. Na zona da antiga estação de comboios da Maia, encontrei um verdadeiro fosso intransponível, criado para uma nova rua para acesso a uma zona residencial. Isso obrigou a um desvio bastante grande e incómodo, mas acredito que esse problema é momentâneo e provavelmente será criada uma travessia superior para fazer a continuação do percurso. Chegado à estação de metro de Mandim, voltei pelo mesmo caminho aproveitando a ligeira inclinação do percurso para fazer quase tudo a lanço. A facilidade do percurso, que até é acessível a pessoas de mobilidade reduzida e a sua proximidade dos centros urbanos à volta do grande Porto fazem deste trilho uma boa opção para um pequeno passeio e para praticar desporto.

Ecocaminho_Maia_01.jpg

O início junto à Quinta dos Cónegos

Ecocaminho_Maia_02.jpg

A via é coberta por um piso alcatroado e iluminada.

Ecocaminho_Maia_03.jpg

Perto da zona da antiga estação de comboio da Maia, as obras cortaram o caminho. Foi necessário fazer um desvio bastante incómodo e tão mal assinalado que o que me valeu foi o GPS.

Ecocaminho_Maia_04.jpg

A antiga estação da Maia. Junto a este local existe um parque infantil e zona de merendas.

Ecocaminho_Maia_15.jpg

Ecocaminho_Maia_05.jpg

Travessia da EN 107. Junto ao cruzamento ainda existem as ruínas de um antigo apeadeiro da linha de Guimarães.

Ecocaminho_Maia_06.jpg

Passagem junto à sede do CNE da Maia.

Ecocaminho_Maia_07.jpg

Quem diria que estamos muito próximos da A41?

Ecocaminho_Maia_08.jpg

Vista para o viaduto da linha de metro.

Ecocaminho_Maia_09.jpg

Esta zona da travessia pode e deve ser melhorada criando uma zona de velocidade reduzida (30 km/h) e lombas para a segurança de peões e ciclistas.

Ecocaminho_Maia_10.jpg

O Ecocaminho continua e submerge duas vezes debaixo dos viaduto de acesso e da A41.

Ecocaminho_Maia_11.jpg

As paredes nas zonas muradas foram aproveitadas para algumas obras de artes e outras nem tanto...

Ecocaminho_Maia_12.jpg

Chegada ao antigo apeadeiro de Mandim.

Ecocaminho_Maia_14.jpg

O trilho termina oficialmente aqui, mas ainda é possível continuar mais um pouco até ...

Ecocaminho_Maia_13.jpg

... à estação de metro de Mandim. Foi lançado em julho de 2021 o concurso para ligar esta zona ao centro do Castêlo da Maia. A continuação do Ecocaminho deverá seguir o traçado do metro até essa localidade.

Ecocaminho_Maia_16.jpg

O regresso fez-se pelo mesmo caminho "à boleia" da suave inclinação.

Boas pedaladas

daraopedal

 

Trilhos do comandante - Oliveira de Azeméis

14.10.21 | daraopedal

Os trilhos do comandante são uma iniciativa da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, que decidiu aproveitar os terrenos arborizados em redor da Quinta do Comandante, junto à Escola Superior Aveiro-Norte, para dinamizar a prática do desporto. Foram criados três tipos de trilhos: um de marcha/corrida (1,6 km), outro de trail (3,2 km) e outro de BTT (2,1 km). Cada tipo de trilho está marcado com um cor específica: amarelo para a caminhada, laranja para o trail e azul para o BTT. Embora já conhecesse a Quinta do Comandante e a sua história, não conhecia o "parque" ao redor e aproveitei uma deslocação até essa zona para conhecer o trilho de BTT.

Trilhos_comandante_01.jpg

O portal do ponto de partida de todos os trilhos.

Trilhos_comandante_02.jpg

As placas da sinalética que podemos encontrar.

Trilhos_comandante_03.jpg

Fiz um pequeno desvio até à entrada da Quinta do comandante. O edifício continua misterioso e imponente, envolto nas histórias trágicas associadas ao seu dono, enquanto vai sucumbido pouco a pouco à passagem do tempo e à invasão da natureza.

Trilhos_comandante_04.jpg

Entrada numa parte do percurso específico de BTT. Embora algumas partes dos 3 percurso se sobreponham é recomendado não circular de bicicleta nas partes reservadas aos trilhos de caminhada e trail, para evitar acidentes e a degradação dos trilhos.

Trilhos_comandante_05.jpg

Passagem por uma zona onde as heras cobrem grande parte dos troncos das árvores.

Trilhos_comandante_06.jpg

Já na parte final do trilho, passagem junto ao ribeiro.

Trilhos_comandante_08.jpg

É de louvar esta excelente iniciativa da CM OAZ e que sirva de exemplo para outras autarquias.

Deixo o link para a página oficial e a brochura do percurso.

Boas pedaladas

daraopedal.

 

Ciclovia do rio Vigues - Vale de Cambra

04.10.21 | daraopedal

A ciclovia do rio Vigues liga o parque urbano Dr. Eduardo Coelho da cidade  de Vale de Cambra até à praia fluvial de Burgães, ao longo das margens do rio Vigues e depois do rio Caima. O percurso é bastante agradável, praticamente sem desníveis e com muita sombra, recomendado para passeios em família. O próprio parque urbano possui uma ciclovia à volta do seu perímetro, que pode ser facilmente associada a esta ciclovia para fazer mais alguns quilómetros.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_01.jpg

O início da ciclovia ainda no parque urbano de Vale de Cambra.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_02.jpg

Passagem sob o viaduto da EN 224, perto da rotunda da Arsopi.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_03.jpg

Travessia na rua da Ponte, mesmo por trás do Pingo Doce de Vale de Cambra.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_04.jpg

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_05.jpg

O piso é todo em pavimento betuminoso, à exceção de umas partes em que segue na berma de estradas municipais.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_06.jpg

Travessia junto a uma casa de madeira que me pareceu ser para venda de produtos locais, contudo estava fechada.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_07.jpg

Campos de um lado e rio do outro.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_08.jpg

Passagem muito agradável numa zona de choupal, com sombras bem frescas neste dia de calor.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_09.jpg

Passagem debaixo da pérgula por trás das piscinas municipais de Vale de Cambra.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_10.jpg

O percurso é comum com a estrada na zona da Rua de Entre Pontes, contando apenas com sinalização no piso da partilha da estrada com velocípedes. Perto desta zona existe a foz do rio Vigues, cujas águas se vão misturar com as do rio Caima.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_11.jpg

Passagem pelo túnel debaixo da EN 328.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_12.jpg

Aqui seguimos já as margens do Rio Caima.

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_13.jpg

Chegada à praia fluvial de Burgães...

Ciclovia_VLC_rio_Vigues_14.jpg

... onde nos podemos refrescar nestas águas límpidas. Também existe um bar de apoio, e a praia é vigiada durante a época balnear.

Boas pedaladas

daraopedal